Cerimônia lança Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental

24/03/2015 | 13h23

Uma cerimônia realizada em 24 de março no Jardim Lutzenberger, na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, marcou o lançamento da terceira edição do Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental.

Um público de aproximadamente 70 jornalistas, entre eles o secretário Municipal da Comunicação, Carlos Bastos, conferiu o regulamento do Prêmio, que este ano tem o mote \"Procuram-se Transformadores\", uma deferência aos jornalistas que escrevem sobre iniciativas ligadas ao meio ambiente que contribuem com a sua preservação. A iniciativa é uma parceria entre a Associação Riograndense de Imprensa (ARI), a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental seção RS (ABES-RS) e a Braskem.

A solenidade foi aberta com um vídeo com depoimento de José Lutzenberger, ativista pioneiro na defesa do desenvolvimento sustentável, como no uso de energias limpas e sustentáveis com apoio da tecnologia. O vídeo também traz um depoimento de Lara Lutzenberger, filha do ativista, no qual fala que, além de reconhecer o legado do pai, o prêmio valoriza o protagonismo do jornalista em fomentar atitudes em prol da sustentabilidade.

Em seguida, foi a vez da estudante de jornalismo da Feevale vencedora do Prêmio de Jornalismo Universitário da ficado de 2015, Bruna Weber Correa, falar sobre o prêmio. \"Sou apaixonada pelo tema e encontrei no jornalismo uma forma de contribuir com meio ambiente e com a sociedade\" afirmou Bruna.

Denise Marques, representando a Braskem, comemorou a consolidação do prêmio, que tem o papel de mostrar as coisas boas que existem ligadas ao meio ambiente. \"Nós como empresas e cidadão devemos fazer a nossa parte para buscar um mundo melhor para todos\", disse.

Em seu discurso, o presidente da ARI, Batista Filho, ressaltou a importância do trabalho do jornalista para trazer à tona o conhecimento das iniciativas ligadas, neste contexto, ao meio ambiente, e defendeu a liberdade de imprensa como forma de garantir o direito à informação clara e sem censura para a sociedade.

Jussara Pires, da ABES, conclamou os jornalistas para inscreverem as suas matérias para valorizar o seu trabalho tão importante, que é informar a todos sobre iniciativas que beneficiam ou prejudicam o meio ambiente.

O prêmio contempla seis categorias – jornalismo impresso, fotojornalismo, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo e Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário –O prêmio, que em 2015 contou com 209 inscritos, receberá até 15 de agosto inscrições de trabalhos jornalísticas que tenham sido publicados entre 1º de agosto de 2015 e 30 de junho de 2016. As inscrições devem ser feitas no site http://premiojornalismoambiental.com.br/.

A iniciativa busca incentivar a divulgação de iniciativas positivas na área do meio ambiente e sustentabilidade, como a aplicação de novas tecnologias, em especial na área do saneamento ambiental, bem como esforços de empresas e entidades, escolas e universidades, pessoas e instituições públicas e privadas na busca de soluções sustentáveis.

Este ano, além da premiação, os inscritos presentes no evento da entrega de prêmios concorrerão a uma viagem para Maceió, para participarem da cerimônia do Prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental, realizado pela Braskem, em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES-AL) e Sindicato dos Jornalistas de Alagoas (Sindjornal), que chega a sua décima segunda edição em 2016.

O evento de encerramento com a divulgação dos vencedores e entrega das premiações ocorrerá em setembro.

Assista aqui o vídeo do lançamento do Prêmio: http://bit.ly/LancamentoPremioAmbientaldeJornalismo2016


<< voltar para Notícias